Arquivo da tag: Cursos

Mude o mundo, pergunte-me como

Ecologia, sociedade, espiritualidade. Passamos as últimas décadas tentando resolver essas crises isoladamente. Otto Scharmer, professor do MIT e autor da Teoria U, afirma que isso não vai nos levar a lugar nenhum. Mais do que isso, ele expõe com lucidez e clareza assustadoras que essas crises são apenas a ponta de um iceberg que, se não for abordado em toda sua profundidade e complexidade, não vai sumir sozinho. O trabalho dele pretende fazer isso.

Continuar lendo

Plantando gente

O Grupo Órion está em SP, viva! Trata-se do trio Margarita Valencia, Esperanza Chacón e Edgar Espinoza, educadores equatorianos que participaram da experiência do Pesta e inspiram algumas pessoas aqui do Barro. Há uma série de palestras e cursos agendados e eles tb atendem em consultas particulares. 

Aqui, um texto da Margarita, que traduzi no ano passado quando montamos os cursos de Educação Ativa pela primeira vez no Rio. 

Harmonização domiciliar através do respeito entre pais e filhos, entre adultos e crianças

*Margarita Valência

As mudanças sociais e econômicas levaram a humanidade a um novo ritmo de organização social, de relações e necessidades. Muitas mudanças, muitas opções que fazem com que o cotidiano se torne algo abstrato, sem sentido. Incertezas, tensões e descontentamento.

A natureza humana, como a dos outros seres vivos no planeta, demanda o cumprimento de um programa interno, de uma ordem predeterminada. Ordem esta que nos guiou como comunidade em nosso processo evolutivo possivelmente sem fim.

A nova ordem econômica, junto à sua aliada principal, a escolarização, que sutilmente foram sendo instaladas no planeta, nos afastou da nossa essência. O resultado é essa desordem pessoal, social e ecológica que vivemos atualmente.

Num círculo vicioso, o caos e as tensões que essa realidade gera são transmitidos às novas gerações, da mesma maneira que nós as herdamos de nossos pais. O ritmo da vida se converte num vai-e-vem de vivências inadequadas.

A felicidade e a harmonia são inerentes ao ser humano, seja qual for sua organização cultural, religiosa, educativa e econômica. Por isso, na atualidade, a busca inconsciente ou consciente pela felicidade nos leva a testar um sem número de terapias, muitas das quais nos fazem sentir, ainda que seja por horas ou dias, essa tão esperada paz e tranquilidade.

Mas podemos transcender essa tranquilidade a conta-gotas? Podemos romper esse círculo? É possível? Podemos realmente criar condições que nos permitam viver nossos desejos e satisfazer nossas necessidades como adultos, pais ou profissionais de uma maneira respeitosa, equilibrada com nós mesmos, com o entorno e assim sermos felizes?

Creio, sem dúvida, que sim. Não se trata de um trabalho fácil, não. Tampouco se trata de magia ou jogo de azar. Tampouco de dicas ou receitas para alcançar esse ou aquele resultado. No entanto, sendo algo simples, também é complexo.

No Reino Vegetal, qualquer semente que é plantada e cuidada adequadamente cumpre perfeitamente seu propósito interno. No tempo certo, nascem suas raízes, caule, folhas, flores e frutos, cumprindo um planejamento interior próprio, ou seja, cumpre com êxito seu destino.

Da mesma maneira, o ser humano é uma semente individual que ao crescer respeitada em seu processo de desenvolvimento, que implica movimentos livres dentro de espaços preparados, respeito a suas necessidades sensoriais e tomada de decisões, cumpre seu planejamento interno com satisfação e alegria como indivíduo e espécie. Sem medo de castigos ou recompensas, todas suas potencialidades são reveladas com valores éticos e morais verdadeiros.

Quando tomamos consciência dessa realidade, o cotidiano fica relaxado e por isso mais harmônico, divertido e satisfatório. Isso se irradia para a sociedade e para a natureza.

Poderiam ser esses os novos princípios para criar uma sociedade diferente?

Vale a pena tentar!

orion